Valores

Exercício aquático na gravidez

Exercício aquático na gravidez


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O exercício aquático na gravidez é perfeito para o condicionamento físico feminino e um dos menos arriscados. Nas aulas de hidroginástica ou hidroginástica para gestantes, os programas de exercícios são praticados da mesma forma ou muito semelhantes às aulas de aeróbica, com a diferença de que, na água, o peso corporal diminui em até 90%. Desta forma, reduz-se o impacto nas articulações e na intensidade aeróbia do próprio exercício, por se tratar de uma aula para grávidas.

Muitas mulheres, e mais ainda quando é a primeira gravidez, temem fazer qualquer esforço ou exercício onde haja perigo de cair ou machucar o bebê, e optam por parar de fazer qualquer atividade, e passam a doce espera sentadas no sofá.

Estar grávida é não estar doente e a inatividade pode ser muito prejudicial para o bebê e para a mãe. A mulher grávida deve permanecer ativa, se as circunstâncias permitirem, durante toda a gravidez. O exercício físico na gravidez trará muitos benefícios, incluindo o alívio das dores inerentes às alterações morfológicas ou dos conhecidos problemas circulatórios e uma melhor preparação para o parto, até uma recuperação física rápida.

A água é uma forma perfeita e segura de condicionar o corpo. O fato de a água ser um meio leve, permite posições e movimentos que não poderiam ser feitos fora dela, ou se pudesse, sejam feitos com maior e risco.

Alguns estudos mostram que o exercício na água reduz o estresse térmico, ou seja, mantém a temperatura corporal materna em níveis seguros para o feto. Já na água, a sensação de leveza e a diminuição da pressão ou sobrecarga articular e muscular proporciona alívio físico e mental para a futura mamãe.

A pressão da água no corpo atua como uma massagem na gravidez, o que favorece a circulação sanguínea. A resistência da água ajuda a tonificar os músculos dos braços, pernas, costas, abdominais e a falta de gravidade da água permite a realização de uma infinidade de movimentos livres e seguros, resultando ao mesmo tempo, uma atividade agradável e divertida que, por ser aeróbio, evita o excesso de peso melhora o sistema cardiorrespiratório e proporciona à mãe maior resistência ao esforço.

Todos esses benefícios físicos também promovem uma atitude psicológica mais positiva, ajudam a reduzir os níveis de ansiedade e promovem o descanso.

1. A partir do segundo trimestre o risco é menor. Consulte seu médico antes de fazer qualquer tipo de exercício.

2. As aulas coletivas evitam o absenteísmo. É sempre mais divertido e evita o absenteísmo, fazendo a atividade em grupo pequeno do que sozinho e sempre sob a supervisão de um profissional.

3. A periodicidade deve ser alternada. É melhor ir três vezes por semana com um dia mínimo de descanso entre as sessões cuja duração máxima deve ser de 50 minutos, do que pontualmente e para sessões de maior duração.

4. Os batimentos cardíacos não devem exceder 150 batimentos por minuto, mas verifique primeiro com seu médico sobre seu limite ideal.

5. Evite a exaustão. A fadiga é prejudicial ao bebê e é muito importante aquecer suavemente e dar algum tempo no final para alongamentos e relaxamento.

6. Se durante a prática você sentir algum desconforto, tontura ou aumento de temperatura, você tem que abandonar o exercício e descansar. A ingestão de líquidos antes, durante e após o exercício é fundamental para evitar a desidratação e o aparecimento de cãibras.

7. Evite mudanças de temperatura, correntes de ar e frio. Após a sessão, é aconselhável tomar banho e secar bem para manter o corpo aquecido e evitar resfriados.

8. A temperatura da água deve estar entre 28 e 31 graus. Essa temperatura torna a prática de exercícios mais agradável e ajuda no relaxamento.

9. O único requisito para praticar este exercício é que você não tenha medo de água, Bem, você não precisa saber nadar. Diferentes elementos complementares, como cintos de flutuação, podem ajudar a manter o equilíbrio e uma postura ereta.

10. Cada mulher é diferente como cada gravidez. Cercar-se de profissionais da saúde e do esporte trará segurança e tranquilidade para a futura mamãe.

Marián Zamora Saborit
Fisioterapeuta. Técnico de pilates
Psicomotricidade na Educação Infantil
Blog de Marián Zamora

Você pode ler mais artigos semelhantes a Exercício aquático na gravidez, na categoria Cuidado - beleza no local.


Vídeo: 1 TRIMESTRE DE GRAVIDEZ. Exercícios Diários para uma Gravidez Saudável (Fevereiro 2023).