Valores

Quando a criança não pronuncia bem a letra 'j'

Quando a criança não pronuncia bem a letra 'j'


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Muitas crianças, durante a aquisição da fala, podem apresentar dificuldades de articulação. Alguns dos mais frequentes residem no fonema 'j', que é adquirido por volta dos 4 anos de idade, dando origem ao chamado jotacismo, que consiste na distorção, omissão ou substituição desse som.

Mas por que nossos filhos têm problemas quando se trata de pronunciá-lo? Um dos principais motivos é que seu ponto de articulação não é tão visível como, por exemplo, o do t ou do p, de modo que sua pronúncia não é fácil de imitar.

Um dos erros mais frequentes é a sua substituição por k (kabón em vez de sabão). Isso ocorre porque a parte posterior da língua está em contato com o palato, o que impede o ar de escapar. Por esta razão, esta parte mais posterior da língua terá que ser destacada. Para isso, pode-se usar um depressor de língua, o clássico bastão de médico, mas deve-se tomar cuidado, pois pode causar engasgos.

Outro erro comum é substituí-lo pelo soft g (girafa por girafa). Nesse caso, podemos pedir que ele repita sílabas como ga, gue, gui, go e gu, enquanto pigarreia alto.

Se houver omissão direta (por exemplo, 'avier por Javier'), teremos que ajudar no reconhecimento do ponto de articulação. Um truque pode ser começar com o fonema facilitador k e adicionar vibrações de gargarejos.

Para que o som do 'j' seja emitido corretamente é necessário que os lábios e os dentes estejam separados, sem tensão. A língua se alarga e o ápice lingual - a ponta - entra em contato com os alvéolos, que é a área onde os incisivos inferiores são inseridos. Ao mesmo tempo, o dorso da língua se aproxima do véu palatino ou palato mole, que se eleva, formando um canal que facilita a saída do ar.

Mas, como mencionamos anteriormente, esse ponto articulatório não é fácil. Portanto, é fundamental que a criança experimente as sensações proprioceptivas que são sentidas ao articular esse fonema. Assim, podemos encorajá-lo a sentir nossa garganta para ver a vibração ou formigamento que ocorre. Então, vamos convidá-lo a experimentar. Para lhe dar um exemplo mais claro que você pode entender, podemos explicar que você deve imitar o rugido de um leão. Desta forma, além da sensação tátil, você terá uma imagem visual à qual poderá associar o som.

Outra ajuda útil é usar gestos de apoio. Uma opção pode ser posicionar o punho fechado com o polegar estendido sobre o pescoço ou, se preferir, colocar toda a mão sobre ele, em posição de pega, cobrindo toda a garganta. Qualquer que seja o gesto escolhido, terá de ser executado ao dizer palavras com a letra j, como gaiola ou sabonete, para que a criança o veja e depois o reproduza. Você verá que esta estratégia é muito eficaz, pois eles se divertem muito falando 'por sinais'.

Esperamos que essas dicas ajudem você! Em qualquer caso, não hesite em consultar um especialista se verificar que o seu filho, apesar desta ajuda e após 4 anos, continua a ter dificuldades.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Quando a criança não pronuncia bem a letra 'j', na categoria Aprendizagem no local.


Vídeo: Meu filho troca letras e fala errado. Fono em foco (Janeiro 2023).