Valores

As mães de hoje têm mais medo

As mães de hoje têm mais medo


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Você acha que as mães de hoje têm mais medo de nossos filhos do que antes? Embora vivamos em um ambiente mais seguro para criar nossos filhos, hoje as mães vivem em um tipo de estresse que não nos deixa sozinhas.

Mas, há mais: há quem reconheça que as mães idosas, isto é, aquelas que tiveram os filhos pouco antes de entrarem em quarentena, são presas fáceis de medos irracionais que só aumentam.

Pode-se dizer que as mães de hoje vivem em um verdadeiro paradoxo. Apesar dos avanços científicos na área da medicina terem reduzido as taxas de mortalidade, vivemos em países cada vez mais desenvolvidos, temos acesso às novas tecnologias e levamos uma vida confortável, a ansiedade de saber a todo momento como serão nossos filhos não nos deixe em paz.

Nosso instinto protetor, talvez em alguns casos exagerado, obriga-nos a estar em cima de nossos filhos e tememos que nos atrasemos para buscá-los na escola e que a criança ou crianças sejam deixadas sozinhas na porta exposta a qualquer coisa ou ninguém, tememos que as Crianças saiam do carro pela porta errada e algo lhes possa acontecer, tememos que qualquer vírus ou doença possa afetar gravemente a sua saúde ou que o que comem todos os dias, quando não estamos presentes, possa afetar sua saúde no futuro.

Mas o que realmente esperamos é sua educação. Para muitos pais, é um requisito essencial para o equilíbrio emocional ver que seus filhos estão bem adaptados à creche, que estão felizes em compartilhar o dia com seus colegas e que tiram boas notas. E é que os resultados acadêmicos são a cereja no topo do iceberg do medo irracional que temos como mães de que nossos filhos não cheguem onde chega a sua capacidade de alcançar um bom futuro profissional.

Somos muito cautelosos? É bom ou ruim conviver com esses medos? Se decidirmos não levar as crianças ao jardim de infância para que não contraiam a gripe A e as perseguirmos com sabão pela casa para lavar as mãos para não se contaminarem com germes da escola, talvez nos prevenamos Matar a gripe, mas a taquicardia com certeza vai.

A busca pela perfeição acabará por nos fazer sentir culpados por sermos tão protetores e, ao mesmo tempo, entrar em uma espiral de ansiedade e estresse, o que torna qualquer comentário negativo sobre nosso 'bom trabalho' intolerável. E então, quando alguém propõe um café com amigos, sem filhos, o riso surge acompanhado daquela gratificante sensação de bem-estar que produz o relaxamento de dedicar alguns minutos a si mesmo, sem pensar em ninguém, sem o peso dos filhos. Há algo que precisamos mudar, você não acha?

Marisol New. Editor do nosso site

Você pode ler mais artigos semelhantes a As mães de hoje têm mais medo, na categoria Ser mães e pais no local.


Vídeo: HOJE TEM BAILÃO É MANDELA DE VERDADE vs FAZ A POSE OLHA O FLASH DJ Miller e DJ Bruninho PZS (Janeiro 2023).