Valores

Por que muitas mulheres voltam a fumar após a gravidez

Por que muitas mulheres voltam a fumar após a gravidez


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

De acordo com especialistas da Universidade Nacional Autônoma do México, metade das mulheres que pararam de fumar durante a gravidez retomam o hábito seis meses após o parto.

Alertas de saúde sobre os efeitos nocivos do tabaco sobre o bebê durante a gravidez têm permeado muitas mulheres e a taxa de parar de fumar durante a gravidez é muito alta. No entanto, está ficando claro que muitas delas recaem após o parto.

Porque muitas mulheres Você fuma de novo depois da gravidez?

Fumar mata, já dizem as embalagens de tabaco, mas por que é ainda mais importante parar de fumar durante a gravidez? Obstetras ao alertar mães fumantes: nicotina tem efeitos no bebê, como baixo peso ao nascer, problemas respiratórios futuros, aborto espontâneo ou déficit de atenção ao danificar a estrutura neuronal.

O minúsculo corpo do bebê em desenvolvimento é confrontado com uma substância duas vezes mais tóxica do que o veneno da viúva negra, uma comparação mesmo de arrepiar os cabelos. E é que, a nicotina é um veneno poderoso cujos efeitos podem atingir o bebê através do sangue e da placenta.

Desde 1993, trabalhos de sensibilização têm sido realizados no riscos do tabaco durante a gravidez. No entanto, ainda existem muitas que não param de fumar durante a gravidez ou dizem que o fizeram, mas continuam a fumar secretamente por medo da estigmatização social.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, analisou 1.031 mulheres americanas e canadenses. Eles descobriram que 75% das mulheres que pararam de fumar durante a gravidez retomaram o hábito 6 meses após o nascimento de seu bebê e entre 80% e 90% recaída durante o primeiro ano.

Que razões os levaram à recaída? Os fatores incluíram a influência de um ambiente de fumo, recuperação da identidade pré-gravidez, estresse pós-parto e a crença de que, uma vez que o bebê nasça, o tabaco não pode mais causar danos.

O hábito de fumar faz com que pais e mães fumantes, em muitos casos, não tomem o cuidado de nunca fumar na frente dos filhos. Não é incomum ver uma mãe empurrando um carrinho com um cigarro nos dedos ou um pai brincando no parque com seus filhos enquanto fuma. Também costumam fumar em casa e, mesmo que a janela esteja aberta ou saiam para o terraço, basta entrar na casa de um fumante pelo cheiro de nicotina com que convivem as crianças.

Os riscos dos filhos de pais fumantes são enormes:

- Dano irreversível às estruturas das artérias.

- Está relacionado à morte súbita do bebê.

- Aumenta a incidência de otite, crise asmática, infecções respiratórias, irritação nos músculos, etc.

- Mais risco de hospitalização.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Por que muitas mulheres voltam a fumar após a gravidez, na categoria Pós-parto no local.


Vídeo: FSH ALTO OU BAIXO ATRAPALHA P. ENGRAVIDAR? LIVE DR. JULIO VOGET (Janeiro 2023).